terça-feira, 12 de abril de 2011

MULHERES NO EXÉRCITO


As Forças Armadas do Brasil estão aos poucos abrindo espaço para que as mulheres sigam carreira militar, estudando até mesmo a proposta de oficializar o alistamento voluntário. Ainda é limitado o público feminino no Exercito, Marinha e Aeronautica, mas as Forças Armadas do Brasil tem procurado driblar todos os preconceitos e disponibiliza cargos que combinem com as oficiais.
Hoje, as mulheres ingressam nas Forças Armadas Brasileiras por títulos ou concurso.  Lembrando que o serviço militar feminino foi regularizado em 1996, autorizando que as mulheres permanecessem nos quartéis para cumprir atividades de treinamento
O Ministério da Defesa propôs em 2008 o alistamento militar feminino, que funciona da mesma forma que o masculino, mas não possui caráter obrigatório. A presença de mulheres nos ambientes militares tem contribuído com a nova forma de trabalho do Exército, elas demonstram habilidade na prática do treinamento e surpreendem os companheiros de batalhão com tanta garra.
Na verdade, o Exército deseja promover o alistamento militar para mulheres com o objetivo de melhorar os serviços sociais e de saúde. Assim, as recrutas do sexo feminino não atuam em combate ou lidam com diversas armas de fogos, elas são instruídas sobre outras atividades importantes dentro das Forças Armadas. A vontade das mulheres de participar da FAB se deve ao desejo de igualdade com os homens, elas buscam maior valorização dentro da sociedade e se mostram dispostas a encarar novos desafios.
As mulheres do Exercito Brasileiro começaram a ser admitidas em 1980, assumindo patentes de soldado e cabo. O Ministério da Defesa quer mudar um pouco esse sistema, permitindo o recrutamento de mulheres como soldados rasos, que poderão subir de patente dentro do próprio Força Armada do Brasil.

É necessário que a pessoa esteja consciente de que para fazer esta escolha é preciso  ter algumas caracteristicas de personalidades essenciais como:

- Aguçado senso de responsabilidade;
- Pontualidade;
- Saber receber e acatar ordens;
- Ser organizada e  não ser metódica no sentido de saber, ou conseguir coordenar tarefas e ações que exigem método, ordem e disciplina;
- Ter equilibrio emocional e auto confiança;

DÚVIDAS MAIS FREQUENTES

1. Como as mulheres ingressam no Exército Brasileiro?
R - As mulheres podem ingressar voluntariamente no Exército como militar de carreira ou temporário. 

2. Você é do sexo feminino e gostaria de se alistar no Serviço Militar Obrigatório?
R - As mulheres estão isentas do Serviço Militar Obrigatório, na forma prevista pela Constituição. Todavia, é permitida a prestação do Serviço Militar pelas mulheres que forem voluntárias, segundo critérios de conveniência e oportunidade de cada Força Armada.

3. Que funções as mulheres podem desempenhar quando ingressam no Exército Brasileiro?
R - Na atualidade, as mulheres ocupam diversos cargos em Organizações Militares (OM) de todo o País. A maioria encontra-se nos Quartéis-Generais, Organizações Militares de Saúde (OMS), Estabelecimentos de Ensino e órgãos de assessoria do Exército.
Elas desempenham cargos nas mesmas condições dos Oficiais do sexo masculino e concorrem às promoções em condições de igualdade. Todas recebem a mesma instrução militar básica ministrada aos homens.

 4. Quais as patentes que as mulheres têm no Exército?
R - Atualmente, já existem mulheres no Exército que alcançaram o posto de Major, que é de Oficial Superior. As demais continuam nos postos de sargentos, tenentes e capitães.

5. As mulheres podem participar de Missões de Paz como a do Haiti?
R - Sim. A participação é de caráter voluntário e condicionada a um critério de seleção referente à área de necessidade da missão.

Um comentário:

  1. com quantos anos a mulher pode se ingressar no exercito? e como deve ser o fisico dela?

    ResponderExcluir